CEIIA É O PARCEIRO TECNOLÓGICO DO NOVO BARÓMETRO DA MOBILIDADE EM PORTUGAL

O CEiiA será o parceiro tecnológico do novo Barómetro da Mobilidade em Portugal apresentado esta sexta-feira na cidade do Porto. Caberá ao centro de investigação e engenharia a recolha, tratamento e apresentação dos dados do novo Barómetro, que irá medir os padrões de mobilidade das cidades portuguesas. 

 

O Barómetro da Mobilidade em Portugal irá refletir novas tendências de mobilidade nas cidades, ainda não trabalhadas estatisticamente, intensificar a recolha e tratamento de dados e sistematizar e cruzar informação dispersa por diferentes entidades que trabalham e operam na área da mobilidade.

 

 

 

“O senso comum diz-nos que a forma como nos movemos na cidade está a mudar com fenómenos como o do UBER, o bikesharing, a conectividade entre meios de transporte; porém, essas novas tendências ainda não foram estudadas de forma consistente e periódica”, avança Catarina Selada do CityLab do CEiiA. “O Barómetro irá responder a essa necessidade e a experiência do CEiiA na gestão de plataformas de mobilidade e na recolha e tratamento de informação sobre smart cities torna-nos o parceiro técnico qualificado para o projeto”, acrescenta.

 

Os resultados do Barómetro, que poderão ser consultados online em tempo real, serão um suporte à tomada de decisão de políticas públicas de mobilidade, mas também ao desenvolvimento de projetos de investigação e definição de novos produtos e serviços pelas empresas.

 

“Este Barómetro irá suprir falhas identificadas nos sistemas estatísticos nacionais e internacionais, que não se encontram adaptados à nova realidade imposta pelas tecnologias de informação, não estão atentos a novas tendências de mobilidade e estão sujeitos a periodicidades alargadas que não servem os ciclos rápidos de decisão política e investimento“, explica Catarina Selada. “As cidades e a forma como as pessoas se movem nas cidades devem ser monitorizadas em tempo real, porque a mudança acontece em tempo real. Para que consigamos apresentar soluções que efetivamente tenham impacto na vida das populações, e que, ao mesmo tempo, sejam ambientalmente conscientes precisamos de estar informados. A boa decisão tem de se basear em boa informação”, avança.

 

O Barómetro da Mobilidade irá incluir indicadores que espelhem as novas tendências de mobilidade e de vida na cidade, como o uso de veículos elétricos, a conectividade entre dispositivos, automação, o sharing ou a mobilidade a pedido, até ao momento excluídos das análises estatísticas. Caberá ainda ao CEiiA integrar dados de diferentes fontes de informação – provenientes, por exemplo, de entidades tão distintas como o Instituto Nacional de Estatística, a Agência Portuguesa do Ambiente, a Associação do Comércio Automóvel de Portugal, a rede Mobi.e e os diferentes Municípios – através de um esforço de consolidação inédito, ao mesmo tempo que irá criar novas ferramentas para a medição de indicadores até agora ignorados pelas estatísticas oficiais.

 

“A experiência do CEiiA ao nível do desenvolvimento da plataforma de gestão de mobilidade e de produtos de mobilidade usados como serviços (bicicletas, carros, etc.), e a sua integração com os sistemas de transporte da cidade, irá permitir uma definição mais rigorosa dos indicadores do Barómetro da Mobilidade.  A isto acresce a experiência adquirida com o “Smart City Index”, uma ferramenta de estudo e de análise estatística do CEiiA com cerca de 200 indicadores aplicada em 2016 a mais de 30 municípios”, sintetiza Catarina Selada.

 

Os resultados do Barómetro da Mobilidade em Portugal serão divulgados anualmente numa conferência e poderão ser consultados online em regime de acesso livre e em tempo real.

 

 

 

 

 

 

Please reload

CEiiA © 2020. All rights reserved.

Locations

Email

  • LinkedIn - White Circle
  • YouTube - White Circle

Youtube

LinkedIn